IMENSIS

NOTÍCIAS

Contra rotas dos `chapas´ - Protestos atingem bairro 1º de Maio
2005/07/15

Até à tarde de ontem os transportadores de Kongolote não haviam começado a trabalhar.

Imprimir Enviar a amigo

Os protestos populares contra as rotas usadas pelos transportadores semicolectivos de passageiros, vulgos `chapa-100´ atingiram ontem o bairro 1º de Maio, no município da Matola, onde os cidadãos exigem também que a ligação com aquela zona seja estendidaa para o centro da cidade.

Aaté agora, os `chapas´ que fazem aquela via terminam no Benfica, á semelhança do que acontece com as viaturas que partem de Kongolote, o que originou tumultos na última quarta-feira.

É que as contas começam a não dar certo para os residentes daquelas bandas com a subida da tarifa de cinco mil para 7500 meticais, sendo que para chegarem às cidades de Maputo ou Matola precisam de apanhar dois carros, o que significa terem que desembolsar algo como 30 mil meticais para ida e volta.

Ainda não foi encontrada a solução definitiva do problema que esteve na origem do levantamento da última quarta-feira em Kongolote, que paralisou a circulação dos `chapas´. Até à tarde de ontem, as pessoas continuavam a percorrer aquela distância a pé, em virtude de não ter sido do agrado dos transportadores a solução encontrada pela Vereação dos Transportes, Comunicações e Iluminação de prolongar outras rotas.

Depois de acesas discussões com a UNICOTRAMA, a vereação decidiu abrir uma excepção para os transportadores que operam na linha de T3 e Zona Verde, no sentido de chegarem ao bairro Kongolote, uma medida que não está a ser acatada por estes, que exigem o melhoramento da via, que neste momento se encontra em péssimas condições.

Como forma de responder a esta exigência dos transportadores, o Executivo da Matola decidiu ontem levar a cabo trabalhos de terraplenagem do troço que sai do T3 para Kongolote, numa extensão de cerca de quatro quilómetros, o que vai permitir que os carros transitem sem problemas...

© 2003+ Sislog Sistemas e Tecnologias de Informação e Comunicação Lda

Optimizado para IE4 ou superior, 800x600